6 dicas preciosas para diminuir os custos e aumentar a receita no seu posto

Publicado em:

6 dicas preciosas para diminuir os custos e aumentar a receita no seu posto

Em um período de instabilidade econômica como o que enfrentamos, a preocupação com os custos de uma empresa se torna uma grande dor de cabeça para os administradores, que nem sempre conseguem tomar decisões assertivas na gestão financeira.  Nos postos de gasolina não é diferente, sendo necessário pensar em várias estratégias para diminuir os custos e preservar a saúde financeira do negócio. Neste texto, trouxemos algumas dicas para te auxiliar nessa missão e assim aumentar a receita no seu posto.

Mas antes, vamos discutir um pouco mais sobre o significado do termo ‘custos’. Continue a leitura e confira!

O que são custos?

É comum que as pessoas associem ou mesmo confundam custos com despesas. Em termos gerais, as despesas estão relacionadas a todos os gastos relativos a atividades administrativas, mas não estão diretamente associados às atividades-fim da empresa. Alguns exemplos são: investimentos em marketing e nos setores financeiros e comercial. 

Os custos, por outro lado, referem-se aos valores desembolsados para a execução das atividades-fim do seu posto, como gastos logísticos e de produção ou compras de equipamentos essenciais para a prestação de serviços, por exemplo. Existem dois tipos de custo:

Fixos

Os custos fixos correspondem aos gastos que seu posto possui todo mês, independente do aumento ou diminuição do seu faturamento. Exemplos: contas de água e luz e pagamento do salário dos funcionários. 

Variáveis

São aqueles que podem sofrer alterações a curto prazo, seguem a mesma proporção de variáveis como produção ou venda. Por exemplo: conforme aumentam as vendas de produtos agregados no posto, a tendência é que se aumente também a compra desses itens, e proporcionalmente, os custos.

Veja nossas 6 dicas de ouro para diminuir os custos no seu posto!

1. Mapeie os processos internos

Primeiramente, é necessário identificar todos os custos para depois planejar uma tentativa de redução. Mapear os processos permite que você descubra possíveis gargalos na realização das atividades, encontre despesas desnecessárias e identifique oportunidades de melhoria na execução e para a diminuição de custos. Mas atenção: é necessário estar atento para que essa redução não comprometa a qualidade do serviço oferecido aos seus clientes. 

2. Tenha o envolvimento dos colaboradores

Atualizar os colaboradores com informações sobre a contenção para redução de custos é importante, e você poderá contar com o apoio e iniciativa de todos à sua volta neste desafio.

Realizar gincanas e dividir a equipe em times, com pequenas premiações, como almoços ou brindes também pode ser uma boa oportunidade para promover a união dos funcionários e, ainda por cima, diminuir os custos. 

É essencial que você estimule o consumo racional de materiais de escritório, papelaria, descartáveis em geral, energia e horas extras, por exemplo. Pode parecer que essas pequenas ações não fazem diferença, mas no final, toda e qualquer economia é necessária e impacta positivamente nos seus resultados.

Leia também: Como motivar seu funcionários sem gastar muito dinheiro: 5 dicas infalíveis

3. Revise e renegocie contratos

A tentativa de conseguir melhores condições de pagamentos, redução de preços e vantagens com fornecedores pode ter um papel muito importante na tarefa de diminuição dos custos.

Revisite seus contratos e todos os fornecedores para barganhar descontos ou melhores formas e prazos de pagamento, sempre analisando a saúde financeira do seu caixa. Fique atento principalmente às cobranças que incidem altos juros com a inadimplência, e busque renegociar suas taxas atuais.

Avalie se você realmente utiliza todos os serviços pelos quais paga. Por exemplo, há casos em que na conta de telefone e internet da empresa são cobrados outros serviços que não são utilizados pelo posto e que poderiam ser cancelados. 

Outro acontecimento recorrente nesses contratos é que, conforme o tempo que você paga por determinado plano, outros mais em conta e rentáveis para o seu negócio são criados, com valores ainda menores. Então, procure periodicamente saber se o serviço pelo qual você paga é mesmo o de maior custo-benefício. 

4. Planeje e monitore o estoque

Para diminuir custos e aumentar receita no posto, também é imprescindível ter total controle e planejamento do seu estoque, pois você pode estar comprando mais itens do que historicamente vende e consequentemente desperdiçando dinheiro com produtos que podem alcançar o período de validade sem ter sido comercializados.

Por isso é tão importante ter muito planejamento e análises inteligentes do seu estoque, usando metodologias como a curva ABC, por exemplo, que fornecerá dados sobre a categorização do estoque, podendo determinar quais produtos são mais importantes para o seu posto.

5. Faça parcerias com seus fornecedores

Ter bons fornecedores é também uma vantagem competitiva. Assim, é importante estabelecer relações duradouras, que facilite acordos de benefício mútuo. 

Ao fazer boas negociações de preços e condições comerciais, você pode adquirir mais produtos, com descontos e prazos de pagamento maiores e redução na taxa de juros.  

Mas lembre-se: é importante manter o controle financeiro e não comprar uma quantidade elevada de produtos devido ao preço mais em conta. Agir dessa forma pode resultar em um baixo giro do seu estoque e consequentes prejuízos com armazenamento. 

6. Utilize softwares de gestão

Com um sistema ERP completo para o seu posto, você consegue controlar todos os processos operacionais e gerenciais de forma integrada, de qualquer lugar.  Dessa forma, você reduz os custos e otimiza o tempo de execução de atividades de rotina como controle do financeiro, do estoque, do fluxo de caixa, das vendas, conciliação automática de cartões, análise da produtividade dos frentistas.

Assim, enquanto o sistema faz o trabalho pesado, sem deixar de apresentar resultados detalhados, mas de maneira prática, você pode realocar recursos para outras atividades mais necessárias, economizando tempo e dinheiro.

Leia também: Vantagens de ter um bom sistema de gestão para postos de combustíveis

Você viu em nosso conteúdo que existem diversas formas para reduzir os custos e aumentar a receita no posto, basta analisar os seus números atuais e buscar formas de otimizar seus resultados.

Agora, está na hora de colocar essas dicas e ferramentas em prática, para além de diminuir os custos, aumentar a receita do seu posto. Aproveite e leia nosso e-book sobre como transformar seus funcionários em vendedores de alta performance e aumente ainda mais os seus resultados!

 

GOSTOU? Deixe seu e-mail e receba conteúdos como este!

O que achou? Deixe um comentário