Prazo para atendimento à nova Normativa do Ibama termina em 29 de junho

Publicado em:

Prazo para atendimento à nova Normativa do Ibama termina em 29 de junho

Recentemente o Ibama publicou, a Instrução Normativa (IN) nº 11/2018, que modificou a IN 06/2013, regulamentando o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras (CTF/APP), exigindo que, até o dia de 29 de junho de 2018, os estabelecimentos possuam declaração de todas as atividades potencialmente poluidoras existentes na empresa.

Essa nova legislação vai obrigar aos postos e transportadores de combustíveis a atualização, no site do Ibama, dos respectivos dados declarados até então no CTF/APP.

Para a correta declaração destes dados solicitados pelo órgão, os estabelecimentos devem consultar também a recente IN nº 12/2018, que criou fichas técnicas de enquadramento de atividades passíveis de declaração no CTF/APP. As principais fichas que a Adaptive recomenda a leitura são: 18-1, 18-5, 18-6, 18-7 e 18-80.

Ressaltamos que a atualização de dados declarados no sistema do Ibama depende da atividade desempenhada pelo estabelecimento, ou seja, é possível que a sua empresa não tenha que declarar todas as fichas acima citadas.

Por exemplo, postos revendedores que não desempenham a atividade de transporte, não devem declarar as atividades da ficha de código 18-1. Além disso, conforme descrito nas respectivas fichas técnicas citadas acima, o órgão deixou claro que irá exigir o CTF/AIDA.

Ainda sobre o CTF/AIDA, o Sindicato ressalta que O IBAMA NÃO EXIGE QUE A EMPRESA POSSUA GESTOR AMBIENTAL, apenas que seja declarado, por força da Lei 12.305/2010, o nome do profissional da engenharia que elaborou o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Perigosos (PGRS).

Recentemente, o Minaspetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais)  recebeu e-mails de associados solicitando esclarecimentos sobre propostas de consultores ambientais que aproveitam a nova exigência do Ibama e oferecem serviço de gestão ambiental com prazo de 10 anos e mensalidade de R$ 100,00.

Portanto, o Sindicato esclarece que os postos revendedores devem contratar, caso ainda não possuam, apenas a elaboração do PGRS, que deverá ser atualizado, por força do art. 41 da IN nº 10/2013 do Ibama, haja vista que o cadastro no CTF/AIDA deve ser renovado a cada dois anos.

 

Fonte: ASCOM Minaspetro

5 (100%) 1 vote

GOSTOU? Deixe seu e-mail e receba conteúdos como este!

O que achou? Deixe um comentário