fbpx
Aumento da Petrobras de 5% na gasolina preocupa? Entenda
minuto

Especialistas alertam que o aumento final passado ao consumidor nos postos de gasolina não é o mesmo cobrado nas refinarias. Efeito cascata é esperado

A Petrobras anunciou, nesta terça-feira (26/01), um reajuste de 5,05% no preço da gasolina nas refinarias. Esse é o segundo aumento deste o início de 2021, que em 18 de janeiro teve uma elevação de 8%. No total, o combustível acumula alta de 13,4%. Desta vez, o diesel também sofreu aumento, de 4,4%. Os novos valores passam a vigorar já nesta quarta-feira (27/01. Porém, esse aumento, de fato, preocupa o consumidor belo-horizontino? Segundo a coordenadora de pesquisas da Fundação Ipead Thaize Martins, a resposta é sim. “O aumento da gasolina sempre preocupa, porque os produtos brasileiros tem essa taxa como um peso muito importante, tanto na composição de combustíveis quanto na distribuição e transporte de alimentos, por exemplo. E isso acaba gerando um efeito em ‘cadeia’, porque transportes e serviços que dependem da gasolina podem incorporar e repassar os valores nos serviços prestados”, explica.
Porém, isso depende, também, do valor a ser repassado para a bomba dos postos de gasolina, o que é muito diferente do preço nas refinarias. “É um beco sem saída. Pode ser bom para a indústria, refinaria e petroleira chamada Petrobrás. Mas para o consumidor pode ter certeza que não está sendo bom negócio, já que os donos de postos precisam repassar esse valor imediatamente, porque a margem vai corroendo, e de repente, eles não conseguem repassar.”

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Leia Também

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!