Calibrar os pneus influencia no consumo de combustível

Publicado em:

Calibrar os pneus influencia no consumo de combustível

Calibrar os pneus do carro com uma pressão correta, pode influenciar em até 20% no gasto do combustível. Você sabia disso?

Muitos motoristas não sabem desta informação, mas um dos responsáveis pela média de consumo do combustível não está nem no motor nem no tanque do carro. Calibrar os pneus corretamente pode fazer muita diferença entre gastar mais e gastar menos na hora de abastecer.

Vamos explicar melhor como funciona, siga:

 

Por que o carro consome mais com a calibragem incorreta?

Entenda: Os pneus dos carros foram desenvolvidos para rodarem com uma área específica de contato com o solo, que é determinada pela calibragem própria para cada modelo de acordo com a carga. Se estiverem murchos, vão aumentar a força de arrasto. A consequência imediata é o motor fazer mais força e, consequentemente, o veículo gastar mais combustível. Isso pode representar muito na hora de reabastecer.

“O pneu sem a calibragem correta pode provocar consumo maior de até 20%. E para isso o motorista nem precisa perceber que está murcho. Basta estar com muitas libras de diferença”, diz Renato Romio, chefe do Laboratório de Motores do Instituto Mauá de Tecnologia, de São Paulo.

Agora que você já sabe, calibrar corretamente os pneus é importante para o cuidado com o seu carro. Calibre, no máximo, a cada 15 dias, de preferência uma vez por semana. E não adianta apenas calibrar sem saber as informações padrões do seu veículo. A pressão que você vai utilizar na máquina de calibrar deve seguir rigorosamente a recomendação do fabricante.

Uma informação importante. O veículo tem diferentes calibragens para os pneus dianteiros e traseiros e se está carregado ou vazio. Pode até parecer inútil, mas faz muita diferença no consumo do combustível. “O correto é sempre colocar a pressão exata indicada pelos fabricantes, nem mais nem menos. Pneus com pressão acima do recomendado podem até gastar ainda menos, mas o carro ficará com menos instabilidade. Isso não é aconselhado”, observa Romio.

E ainda, a calibragem deve ser feita sempre com pneus frios, ou seja, logo após sair da garagem. Quando estão muito quentes podem mascarar a real pressão interna por estarem dilatados.

 

Estado dos pneus também influência

Além da calibragem correta, é fundamental observar o estado dos pneus. Se estiverem deformados ou muito gastos, também podem influenciar no consumo de combustível, além de ser um risco para dirigir. O recomendado é checar a situação a cada 10 mil quilômetros e fazer balanceamento e geometria.

Outro fator que influencia no consumo é usar pneus que fogem das especificações do original, mais largos ou com tamanho do aro diferente. Alguns veículos permitem essa mudança, mas antes de qualquer alteração nas rodas é preciso consultar um especialista. Qualquer mudança na aerodinâmica do carro terá efeito direto no consumo de combustível.

Agora que recebeu nossas dicas valiosas, é hora de praticar! E lembre-se de manter esta prática pelo menos de 15 em 15 dias.

Pronto! Assine nossa newsletter para receber conteúdos como estes no seu e-mail.

 

Fonte: AutoPapo

5 (100%) 1 vote

GOSTOU? Deixe seu e-mail e receba conteúdos como este!

O que achou? Deixe um comentário