fbpx

Como inovar no posto: 6 tendências para estar à frente da concorrência em 2021

Muito se fala que 2020 foi o ano da disrupção por conta das diversas mudanças de comportamento ocorridas devido à pandemia. A palavra inovação passou a ser ainda mais presente no vocabulário de pessoas e empresas. Então, mais do que nunca, é preciso refletir: como inovar no posto diante desse cenário?

Basta olhar para as tendências que foram construídas no decorrer do ano que passou; muitas, inclusive, já estavam em curso, mas foram potencializadas. Mostraremos algumas delas neste post.

Conheça 6 tendências que apontam para como inovar no posto em 2021

Muitas foram as tendências que surgiram e caíram no gosto de empresários e empreendedores em todos os segmentos. 

Porém, citaremos seis delas que têm tudo a ver com o setor de postos e lojas de conveniência e podem elevar qualquer negócio a outro nível diante da concorrência. Confira!

1. Espaços de convivência multifuncionais

Foi-se o tempo em que o posto era visto apenas como lugar de abastecimento. De uns anos para cá, cada vez mais os postos de combustíveis estão criando novas formas de atrair e fidelizar clientes. 

Uma dessas estratégias que tem se consolidado é a construção de espaços multifuncionais para seu público.

Nesses espaços, você pode oferecer aos clientes a possibilidade de descanso ou entretenimento enquanto o carro está sendo revisado ou lavado. 

Vale também aproveitar o fluxo de clientes e a sua localização na região para oferecer serviços que são essenciais e buscados de última hora, como lavanderia ou lanchonete. 

Com esse serviço, você, além de tornar seu posto mais lucrativo, se conecta com os clientes por meio de novas ideias, oferecendo o que eles precisam no dia a dia, mas muitas vezes não têm tempo suficiente para fazer.

2. Drive-thru para a loja de conveniência

O serviço de drive-thru foi idealizado em 1931, nos Estados Unidos, por um funcionário de uma lanchonete cujos clientes reclamavam da necessidade de descer do carro para fazer o pedido. 

A solução criada para continuar atendendo esses clientes mais exigentes foi a criação de um sistema no qual o cliente passava pelo estabelecimento, fazia o pedido e recebia logo em seguida, tudo isso sem descer do carro.

Embora antigo, o drive-thru no Brasil é mais fácil hoje de ser encontrado em farmácias ou grandes redes de food service, no entanto, a pandemia do coronavírus tem mudado esse cenário.

Com a necessidade de distanciamento social e do mínimo contato possível com objetos da rua, o drive-thru tornou-se a opção para diversos tipos de negócios continuarem vendendo e ainda atendendo aos protocolos de saúde.

Portanto, 90 anos depois de seu surgimento, essa tendência finalmente tende a se consolidar. Mas você deve estar se perguntando: como inovar no posto usando drive-thru se o próprio abastecimento, aqui no Brasil, já é parecido com essa prática? A resposta é simples: levando a ideia para sua loja de conveniência.

Ofereça aos clientes a possibilidade de eles comprarem sem sair do carro, principalmente, aqueles produtos mais vendidos, segundo pesquisa do Anuário Plural: artigos de tabacaria, cervejas e bebidas não alcoólicas. 

Dessa forma, toda a jornada deles se torna mais prática, desde o abastecimento até a compra de algum produto. Isso eleva, portanto, sua experiência e, consequentemente, sua satisfação, criando um cenário propício para fidelização e indicação.

3. Novos meios de pagamento

2020 trouxe muitas mudanças de comportamento, e uma delas é a maneira como as pessoas passaram a lidar com o dinheiro. Especialistas chamam esse processo de “digitalização da moeda”.

O dinheiro agora está no mundo digital, por isso muitos já dizem que o dinheiro do futuro já chegou. É aquele que está nas contas digitais, nos aplicativos, não nas carteiras. 

Embora já existissem há alguns anos, foi no “ano da pandemia” que as carteiras digitais começaram a crescer vertiginosamente. Uma pesquisa realizada pela Capterra aponta que, em 2020, houve um aumento de 32% no volume de pagamentos por esse meio.

Além disso, 61% das pessoas que responderam a essa pesquisa afirmam que são mais propensas a comprar em estabelecimentos que aceitam carteiras digitais.

Essa boa aceitação às carteiras digitais se dá pela segurança, praticidade e a possibilidade de cashback, o retorno em dinheiro de parte do valor da compra.

Outro meio de pagamento que também ganhou holofotes já no final do ano foi o Pix. O novo sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central do Brasil finalizou o mês de dezembro com mais de 52 milhões de usuários pessoa física cadastrados, mas somente 3 milhões na categoria de pessoa jurídica.

A falta de informação, principalmente sobre os custos da operação, é o que tem feito as empresas botarem o pé no freio quando o assunto é Pix, mesmo com uma clara e crescente adesão por parte dos consumidores.

Mas, com as novas funcionalidades a serem lançadas brevemente e a comunicação mais clara tanto pelo Banco Central quanto pelos bancos operadores, a tendência é que haja mais abertura no mundo corporativo e lojas, restaurantes e postos de combustíveis, por exemplo, passem a aceitar o Pix.

4. Maior humanização dos relacionamentos

O ano do distanciamento foi também o ano da aproximação, da empatia, do cuidado e do respeito. 

Marcas se viram na necessidade de estarem mais próximas de clientes e, claro, dos colaboradores para construir um ambiente de harmonia e superação não só para passar segurança, como também para garantir que haja receita, afinal estamos falando de empresas, que, independentemente do cenário, visam o lucro.

Como inovar no posto por meio das pessoas? A resposta é simples: colocando-as em primeiro lugar. 

Primeiro, pensando nos seus colaboradores. Os postos de combustíveis foram um dos setores que não pararam, logo é possível que parte desses funcionários tenha tido uma sobrecarga emocional muito forte.

Portanto, é hora de cuidar do bem-estar psicológico e físico dessas pessoas para que elas se sintam acolhidas e reconhecidas pelo seus trabalhos.

Esse cuidado vai desde a promoção de atividades que estreitem o relacionamento entre si e com a empresa, como palestras sobre saúde mental, atividades físicas, momentos de descontração, ao fornecimento de equipamentos de segurança indispensáveis para o trabalho.

Segundo, pensando nos clientes. Como falamos anteriormente, criar espaços multifuncionais, que atendem às suas demandas de última hora, é uma boa opção para gerar valor para a marca.

Outra estratégia interessante para trazer o cliente para mais perto é a criação/adoção de algum programa de fidelidade, uma poderosa ferramenta para  promover a marca, manter os clientes e aumentar a rentabilidade do negócio.

5. Marketing Digital

Não é segredo que o marketing digital há muito tempo tem sido a cereja do bolo para as empresas que buscam crescimento. Para comprovar isso, apontamos alguns dados interessantes:

  • 72% dos consumidores que realizaram uma pesquisa local fizeram uma visita a estabelecimentos em um raio de 8 Km. (Wordstream, 2016)
  • Mais de 51% dos usuários de smartphones descobriram novos negócios ou produtos enquanto faziam buscas no Google. (Google, 2018)
  • 71% dos consumidores que tiveram uma boa experiência de serviços com uma marca nas redes sociais gostariam de recomendá-la para outros. (Dreamgrow)
  • 86% dos consumidores leem reviews online antes de visitar um negócio. (BrightLocal)

Esses são alguns números de uma longa lista a respeito do poder do marketing digital

Geralmente as pessoas vão a um posto de combustível porque é o mais próximo de casa ou é o que está no caminho, mas isso pode ser mudado com um trabalho de marca.

Utilizar as mídias sociais e demais canais digitais é uma forma de mostrar todo o potencial do seu estabelecimento, seus diferenciais e novidades. 

Feito isso, o cliente não se incomodará em dirigir por mais algumas quadras para chegar no seu posto, pois ele saberá que o esforço é compensado pela experiência única que ele vivencia no seu negócio.

6. Automação e gestão de processos

No mundo corporativo, “automação” tem sido a palavra da vez e continuará sendo por muito tempo. Cada vez mais as empresas estão deixando processos tradicionais, burocráticos e defasados para trás em busca de ferramentas inovadoras, práticas e ágeis.

E se você pudesse gerir seu negócio de onde quiser, a qualquer horário? Isso é possível com um software de gestão mobile.  

Uma ferramenta como essa traz mais agilidade no trato das informações do seu negócio, assertividade na tomada de decisão, integração entre os diversos setores da empresa e maior produtividade para a equipe.

Aliada a isso, também está a adoção de um software de gestão em nuvem, que traz melhores resultados que ERPs de armazenamento local e, de longe, do que arquivos e pastas salvas nos computadores da sua empresa.

Levar um ERP na nuvem para seu posto significa estar à frente dos concorrentes devido às inovações que isso traz. 

Isso porque um ERP desses permite maior controle por parte dos gestores, maior segurança das informações, redução de custos com manutenção de equipamentos, melhoria na produtividade dos funcionários, integração e comunicação mais eficiente entre as áreas, e muito mais.

Portanto, a melhor maneira de inovar hoje e se conectar com o futuro é trazendo para o seu posto novidades que farão a diferença no dia a dia principalmente no que diz respeito à gestão da empresa.

Caso você consiga levar essas tendências adiante, elas serão capazes de colocar seu negócio em outro patamar, gerando maior valor a marca, maior valorização dos colaboradores e clientes e, claro, maior rentabilidade ao negócio.

Gostou das nossas dicas de como inovar no posto? Para ter acesso a mais conteúdos como esse, basta nos acompanhar no Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e Youtube.

Fique por dentro das últimas novidades sobre gestão empresarial! 

Assine a newsletter do blog Adaptive e receba conteúdos novos toda semana diretamente no seu e-mail!

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!