fbpx

O que é fluxo de caixa? Dicas para otimizar e ter um melhor controle financeiro

5 minutos
O que é fluxo de caixa? Dicas para otimizar e ter um melhor controle financeiro

O fluxo de caixa é o controle financeiro sobre as operações de uma empresa, tanto de entrada quanto de saída. Ele é o gerenciamento que permite ao empreendedor ter a noção sobre capital de giro disponível em tempo real ou num momento futuro.

Esse controle é essencial para a saúde financeira da empresa, mas será que você está fazendo o gerenciamento da melhor forma?

No post de hoje, trouxemos algumas dicas que vão te ajudar a otimizar o fluxo de caixa e fazer o gerenciamento correto deste controle financeiro.

 

Como otimizar o fluxo de caixa da minha empresa?

1 – Defina uma frequência de controle

A primeira coisa a fazer para otimizar o fluxo de caixa é definir a periodicidade desse controle. Ele pode ser feito diariamente ou de forma mais espaçada, como semanal, mensal, bimestral, semestral e até anual.

Cada empresa possui uma necessidade diferente e você deve determinar qual a melhor frequência para o seu caso. O controle deve ser minucioso e quanto mais frequente, menor a margem para erros ou falta de dados.

Para quem está começando, uma boa dica é criar o hábito de controlar o fluxo de caixa com maior frequência e ir diminuindo conforme for pegando prática. Lembre-se: tudo deve estar sob controle e condizente com a realidade.

 

2 – Certifique-se de que está tudo certo

Mais uma dica importante para otimizar o fluxo de caixa da sua empresa é a qualidade dos dados inseridos. Todas as movimentações devem ser registradas, sem exceção. Até mesmo a mais simples das operações deve constar nos registros, incluindo:

  • Pagamentos recebidos
  • Pagamentos devidos a fornecedores
  • Contas de consumo (água, luz, aluguel, telefone e internet)
  • Custos com a equipe (salários, benefícios e comissões)
  • Impostos
  • Gastos esporádicos ou pequenos

Mantenha nos registros o tipo de despesa, os valores corretos, as datas e também despesas e ganhos futuros. Para verificar se está tudo em ordem, valide o saldo do fluxo de caixa naquele momento com o real dinheiro em caixa e veja se as informações batem.

 

3 – Minimize o desperdício

Uma das vantagens sobre o fluxo de caixa é que ele permite visualizar para onde o dinheiro está indo e quais são as maiores despesas. A partir desta análise, algo simples que você pode fazer para otimizar o fluxo de caixa é diminuir ou cortar despesas desnecessárias.

A redução de custos ajuda a manter a lucratividade em alta, mas é um exercício constante. Quando você achar que existe algum custo que não seja estritamente necessário para o bom funcionamento da empresa, reduza.

Uma boa maneira de fazer esse controle e identificar custos desnecessários é através de um sistema empresarial ERP. Ele ajuda a consolidar informações de todas as áreas com o financeiro, o que torna muito mais fácil a tomada de decisão.

Aproveite para conhecer o software de gestão empresarial da SPK e saiba tudo o que ele é capaz de fazer pela sua empresa.

 

4 – Organize seu estoque

Mantendo um bom controle sobre o estoque, você estará facilitando o registro de informações no fluxo de caixa, o que se torna altamente benéfico e, portanto, é mais uma dica para otimizar o fluxo de caixa da sua empresa.

Entre os problemas que uma gestão de estoque não informatizada pode enfrentar estão a infinita variedade de códigos de produtos e a diferença entre a entrada e saída de mercadorias.

Um sistema ERP pode ajudar a controlar melhor o estoque, contornando esses problemas e otimizando o fluxo de informações entre estoque e financeiro, tendo reflexo direto no fluxo de caixa.

 

5 – Entenda cada momento do ano para seu negócio

A sazonalidade é uma análise baseada em momentos passados e na experiência que sua empresa já tem ao lidar com determinados momentos ao longo do ano. Uma boa dica para otimizar o fluxo de caixa é entender a sazonalidade para o seu negócio.

Em determinados momentos, a procura pode aumentar ou diminuir, e isso requer que você adote novas estratégias comerciais, como promoções e ações de marketing. Em épocas específicas, existem certas tendências que podem te dizer o que fazer.

O planejamento para essas datas deve ser feito com antecedência, de preferência já no início do ano. Não deixe para abastecer o estoque em cima da hora, pois além de mais custoso, isso pode oferecer o risco de falta de disponibilidade caso a entrega atrase.

 

6 – Trabalhe a inadimplência dos clientes

Com o fluxo de caixa, são consideradas informações como pagamentos a serem recebidos em datas futuras. Porém, se esses valores não caírem na conta da empresa, existirá um desfalque. Clientes inadimplentes sempre existirão, mas cabe a você saber trabalhar com isso da melhor forma possível.

Invista em um bom sistema ERP que ofereça uma análise de crédito concisa e verdadeira. Além disso, ofereça soluções e alternativas aos clientes inadimplentes para que eles consigam pagar suas dívidas.

Antes de repassar a dívida para instituições de proteção ao crédito, tente negociar diretamente com o cliente. Isso pode se provar altamente benéfico, além de ser bem mais rápido receber do cliente do que ter que intermediar essa negociação.

 

7 – Renegocie com seus fornecedores

Mais uma dica para otimizar o fluxo de caixa é a renegociação de contratos com os fornecedores. Isso é especialmente válido no caso de não ser possível reduzir custos com despesas.

Você deve levar em conta não somente os fornecedores de produtos e mercadorias, mas também os de serviços, como internet, corretoras de seguros, administradores de crédito, entre outros.

Seus fornecedores provavelmente estarão dispostos a renegociar a maioria dos contratos, devido à competitividade do mercado e à concorrência. Busque descontos, termos mais favoráveis ou melhores condições para pagamento.

Você só deve cogitar a possibilidade de trocar de fornecedor caso encontre resistência com o atual e não encontre outra alternativa. Mas leve em consideração que isso requer planejamento e ciência por parte da sua equipe. Portanto, prefira sempre a renegociação de contratos.

Fique por dentro das últimas novidades sobre gestão empresarial! 

Assine a newsletter do blog Adaptive e receba conteúdos novos toda semana diretamente no seu e-mail!

Leia Também

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!