Usar celular em postos de gasolina pode causar explosão?

Publicado em:

Será mito ou verdade: o uso de celular pode causar explosão em postos de gasolina? A partir disso a Adaptive, investigou e foi atrás de respostas. Entenda!

Sempre nos deparamos com anúncios que sinalizam a proibição do uso de celular em  postos de gasolina, com o intuito de informar o perigo de utilizar o celular, pois sempre foi conhecido como uma das várias fontes de ignição existentes.

 

O que são fontes de ignição?

As fontes de ignição concedem temperaturas necessárias para gerar o processo de combustão na maiorias das substâncias inflamáveis conhecidas. A proibição do uso de celulares, se dá especialmente pelo fato da alta circulação de gases inflamáveis. Podemos detectar esses gases pelo odor de combustível, comuns nos postos de gasolina.

 

Os celulares são capazes de causar explosão no posto?

Mas será mesmo que celulares são capazes de causar uma explosão? Fizemos algumas pesquisas e veja só!

Segundo o artigo da Techmundo:

“Um estudo realizado entre 1994 e 2005, em diversas partes do mundo, analisou incêndios em 243 postos de gasolina. Nenhum deles foi provocado pelo uso de celular. Porém, o medo de que a radiação eletromagnética sirva como um gatilho e induza algum tipo de corrente existe, ao menos na teoria. Para que aconteça um incêndio, é preciso que a força de uma bateria seja capaz de criar uma chama ou uma faísca, algo que os componentes de baixa voltagem de um smartphone dificilmente vão conseguir fazer.”

 

Já o artigo da Superinteressante relata:

“Trata-se de uma lenda urbana clássica, derrubada até pelos caçadores de mitos Jamie Hyneman e Adam Savage, da série Mythbusters. Jamais foi registrado em todo o mundo um só acidente desse tipo.”

 

Em contrapartida, o artigo da Companytech comenta sobre a lenda derrubada pelos caçadores de mitos, dizendo:

“Claro que nem todas as variáveis possíveis foram analisadas por eles. Um posto de gasolina têm muitos vapores de combustível, que ficam todos acumulados perto do teto. O caminhão-tanque é alto, e o frentista estava com seu celular perto do teto do posto, situação que não foi coberta exatamente dessa maneira pelo programa de TV.”

 

Este acidente relatado no artigo da Companytech ocorreu no dia 19 de novembro 2007, em São Paulo, envolvendo um celular e um caminhão-tanque. Por volta das 2h30 da manhã, o frentista sobe no caminhão e usa seu celular para iluminar a boca do tanque, logo depois ocorre uma grande explosão.

Não se sabe qual foi o verdadeiro motivo, existe a possibilidade de que ao tirar o celular do bolso, criou-se uma energia eletrostática que pode ter provocado a combustão, pois o espaço entre o frentista e o teto era pequeno, formando uma nuvem de gases. O frentista morreu três dias após o acidente.

 

Confira abaixo o vídeo do acidente:

 

De acordo com o físico Claudio Furukawa do Instituto de Física da Universidade de São Paulo, os postos não recomendam o uso de aparelhos eletrônicos porque todo material elétrico é capaz de criar uma faísca. Mas, para isso, o celular teria de explodir, por exemplo. Se ele estiver em perfeito estado de conservação, não haverá problema.

Mas em caso de dúvida, tenha atenção redobrada ao usar o celular em posto de gasolina na hora do abastecimento, tanto o cliente quanto o funcionário do estabelecimento, siga as recomendações de segurança que podem prevenir futuros acidentes. Melhor prevenir, não acha?

 

E para você: é um mito ou verdade? Deixe nos comentários o que você acha sobre o seu assunto.

GOSTOU? Deixe seu e-mail e receba conteúdos como este!

O que achou? Deixe um comentário