Venda direta do Etanol: Como o revendedor pode se preparar?

Publicado em:

Venda direta do Etanol: Como o revendedor pode se preparar?

Dentre às varias mudanças que estão prevista para ocorrer num futuro muito próximo para o segmento de revenda de combustíveis a Venda Direta do Etanol da Usina para o posto é o que acreditamos ser o mais factível. Isto se deve às declarações dadas pelos principais agentes deste mercado que vão desde a diretoria da ANP, passando pelos órgão governamentais como o Ministério da Fazenda e também da Agricultura.

Para que os revendedores possam antecipar-se no seu planejamento e estratégias com relação a este novo modelo o Portal Brasil Postos pediu ao Consultor e Colunista Bruno Valência da Valência Consultoria uma avaliação de cenário e algumas considerações sobre como deve ser a preparação do revendedor com relação a este tema. Leia o artigo abaixo e fique preparado.

CNPE em junho deste ano aprovou resolução para abertura da venda de Etanol Hidratado direta entre produtor (Usinas) e revendedor (Postos), ou seja, eliminando-se a obrigatoriedade de compra somente com as distribuidoras.

Ainda existem estudos e adaptações que o Ministério da Economia e a ANP (Agência Nacional do Petróleo) precisarão realizar em até 180 dias para que está resolução entre em vigor, como a implementação da tributação monofásica e a questão da exclusividade contratual dos postos revendedores que detém marca das grandes distribuidoras.

 

3 dicas para que o revendedor possa se preparar, e não ficar na mão da distribuidora.

 

1 – Logística Própria

As Usinas de Etanol com raras exceções possuem braço de logística para entrega de Etanol s Distribuidoras, toda a operação é realizada pela Distribuidora e muitas vezes é um frete casado, ou seja, a Distribuidora fornece Óleo Diesel para maquinários no deslocamento até a Usina, e retorna para sua base abastecido de Etanol Hidratado ou Etanol Anidro.

Então revendedor é importante que você entre em contato com empresas de logística especializada em transporte de combustíveis, para analisar qual a Usina mais próxima da sua região e a viabilidade econômica desta contratação.

Pode ser interessante se unir a outros revendedores realizar a compra de um Caminhão-Tanque e assim em parceria dividirem os custos para aquisição do etanol diretamente das usinas.

 

2 – Sindicato e Escala

Se você revendedor é associado a algum sindicato, vale a pena discutir este assunto em seu sindicato para criação de uma operação de compra de etanol para os associados, pois a escala será importante na negociação com as Usinas.

Vejo nisso uma oportunidade de os sindicatos da categoria agregarem ao seu portfólio de serviços a operação de compra de Etanol e ainda aumentarem o número de postos associados à sua rede, buscando ter uma atuação mais pratica no dia a dia dos postos e menos política.

 

3 – Aumento de Tancagem

Por fim, comece a estudar a viabilidade de aumento da Tancagem de Etanol Hidratado em seu posto, pois retirar Etanol em usinas não é uma operação rápida e simples, envolve estoque, questões administrativas e porque não interesses, ou seja, você precisa estar preparado para problemas logísticos. Outro fator que colabora ao aumento de Tancagem é a questão da redução de custo que será gerada, o que vai impulsionar a venda de Etanol nos postos, logo o giro de estoque será rápido.

 

Fonte: Portal Brasil Postos

GOSTOU? Deixe seu e-mail e receba conteúdos como este!

O que achou? Deixe um comentário