fbpx
Como planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível?
Como ter maior liberdade sendo um gestor de posto de combustível?

 

Uma das tarefas que pode gerar mais dúvidas e confusão em qualquer posto de combustível é referente à escala de trabalho dos frentistas. Existem muitas regras a serem seguidas e, no final, o menor dos erros pode gerar grandes reclamações.

Além disso, também é preciso se atentar às normas previstas na CLT para evitar problemas judiciais, especialmente no que diz respeito às folgas dominicais e às férias.

Hoje, vamos te ensinar como planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível. Se você não sabe por onde começar, continue a leitura e entenda o que fazer.

 

Lembre-se de que nenhum posto é igual

Antes de mais nada, precisamos lembrar que nenhum posto de combustível será igual ao outro. E, por isso, nenhuma escala poderá ser 100% replicada de um posto para o outro.

Cada posto possui sua sazonalidade, seu período de pico no dia, seus dias mais intensos, entre outros detalhes. É preciso levar tudo isso em consideração. Portanto, não espere encontrar na internet uma fórmula pronta que te diga exatamente o que fazer com frentista A ou frentista B.

Dito isso, vamos às dicas.

 

Como planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível?

1 – Levante os dias e horários de maior movimento

Antes de iniciar o planejamento da escala de trabalho dos frentistas, você precisa conhecer bem o seu posto. Isso significa saber exatamente quando você precisa que os frentistas estejam presentes.

Faça um levantamento dos dias e horários de maior movimento. Observe se o movimento do domingo é suficiente para compensar o gasto que você tem para manter o posto aberto. Se você perceber que não compensa, é melhor deixar o posto fechado e dar folga para toda a equipe no domingo.

O mesmo princípio vale para a madrugada. Manter o posto aberto de madrugada é um risco, especialmente nas regiões mais perigosas. Avalie a relação entre lucro e risco para decidir se mantém o posto aberto de madrugada ou não.

 

2 – Considere as jornadas e escolha o melhor modelo

A partir do levantamento que você acabou de fazer, fica mais fácil planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível. Comece elencando os horários nos quais você mais precisa que os frentistas estejam atuando.

Em seguida, defina se os frentistas trabalharão em escala de 7h20 ou 12 x 36. O lado bom da escala em 12 x 36 é poder contar com frentistas em um horário mais extenso, mas isso também requer uma equipe maior, já que eles folgarão dia sim, dia não.

Já a escala de 7h20 permite que você mantenha uma equipe menor trabalhando todos os dias, mas todos devem ter uma folga a cada 6 dias trabalhados. Para realizar esse planejamento, coloque tudo no papel, em uma planilha ou, melhor ainda, em um software de gerenciamento para postos de combustível.

Tente intercalar os horários, independentemente de serem 12 x 36 ou 7h20, a fim de que haja mais frentistas trabalhando nos horários de maior movimento.

 

3 – Lembre-se das folgas dominicais

É muito importante não se esquecer das folgas aos domingos na hora de planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível. Todos devem ter ao menos 1 folga dominical todos os meses.

Considerando que alguns meses têm 5 domingos, uma estratégia infalível é planejar a escala no esquema trabalha 3, folga 1. Ou seja, o frentista trabalha 3 domingos seguidos e folga no 4° domingo.

Eventualmente, ele terá dois domingos de folga dentro do mesmo mês, mas pelo menos você simplifica o planejamento da escala e não terá problemas com as Leis do trabalho.

 

4 – Considere os contratos intermitentes

Após a reforma trabalhista, já é possível fazer contratos de trabalho intermitentes. Esses são contratos onde você determina em quais dias o funcionário em questão irá atuar, e paga o salário por hora.

Dessa forma, você consegue manter uma equipe padrão e contratar frentistas intermitentes para cobrir folgas ou dar apoio nos dias de maior movimento. Esses contratos são geralmente muito utilizados em fins de ano e datas sazonais onde os motoristas costumam viajar mais, como Carnaval, dia das mães ou feriados prolongados.

 

5 – Cuidado especial com as férias

Planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível inclui também o planejamento das férias. Essas merecem atenção especial, pois são as principais causadoras de reclamações e processos trabalhistas no que diz respeito à escala de trabalho.

As férias dos frentistas devem ser planejadas em períodos de menor movimento no ano, como os primeiros meses, exceto o mês do Carnaval, seja Fevereiro ou Março. Os melhores meses para os frentistas tirar férias são Janeiro, Fevereiro ou Março, Abril, Junho, Setembro e Novembro.

Todos os demais meses possuem datas sazonais que você vai querer aproveitar e abrir mão de um frentista nesses meses não seria uma boa ideia.

Entretanto, existe um detalhe muito importante a considerar, que é o prazo para que o funcionário tire suas férias. O frentista tem direito a férias assim que completa 12 meses trabalhados, mas não é necessário que ele tire férias imediatamente após isso.

Contudo, o prazo máximo para que isso ocorra é de até 23 meses. Passado esse prazo, você deve pagar o dobro dos vencimentos ao funcionário. Ou seja, ele deve tirar férias entre 12 a 23 meses, ou terá que receber o dobro.

 

6 – Planeje tudo com antecedência

Tente planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível, incluindo férias, com antecedência. Assim, você poderá planejar em quais meses quais funcionários estarão de férias. Conte sempre com o auxílio do RH para isso e evite surpresas.

Quanto à escala mensal, informe sempre com 15 dias de antecedência para que os funcionários possam planejar seus compromissos e folgas.

Seguindo todos esses passos, certamente você conseguirá planejar a escala de trabalho de frentistas nos postos de combustível sem maiores problemas.

Para acompanhar outros assuntos indispensáveis para a gestão do seu posto, certifique-se de assinar a nossa newsletter.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Leia Também

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!