fbpx

Relação com fornecedores: 5 dicas para um canal de confiança mútua!

Relação com fornecedores: 5 dicas para um canal de confiança mútua!

A relação com fornecedores é uma etapa importante para uma boa gestão dos negócios. Afinal, a qualidade dessa convivência impacta diretamente o produto ou o serviço oferecido ao consumidor final a preços competitivos com o mercado. É um vínculo que exige confiança e estratégia, e em que todos saem ganhando. 

Os fornecedores são os parceiros que andam lado a lado com o sucesso de um negócio. Sem um bom relacionamento, as operações de qualquer empresa ficam comprometidas, afetando a imagem e a reputação, a produtividade, a lucratividade e todas as atividades diárias de um comércio, seja qual for.  

Agora, vamos falar sobre qual a importância de manter uma boa relação com fornecedores e quais são as principais estratégias para a mútua confiança.

 

Por que é importante manter uma boa relação com os fornecedores?

Como qualquer tipo de relacionamento constante, também existem chances de conflitos na relação com fornecedores, e os desajustes podem acabar em entregas erradas, atrasos, e várias falhas de comunicação que podem comprometer um negócio. 

Em um mercado com muitos concorrentes, a relação com fornecedores é determinante para oferecer qualidade de produtos e serviços alinhados à boas condições de compra – tanto para o consumidor final, quanto para a própria empresa. 

As empresas que tratam a relação com fornecedores com as melhores estratégias adquirem um importante diferencial competitivo e, consequentemente, relevância no mercado. Assim, fica mais fácil fidelizar clientes e estabelecer novas parcerias e oportunidades. Tudo isso ajuda na obtenção de maior sucesso a longo prazo.

 

Como manter uma boa relação com os fornecedores?

Enxergar a relação com fornecedores como uma das partes fundamentais da operação, independentemente do tamanho do negócio, é um primeiro passo importante. No fim das contas, não há o que oferecer ao consumidor se sua matéria-prima não chega até você da melhor forma possível. A seguir, listamos algumas dicas para que essa parceria seja a melhor possível. 

 

1. Aposte nas parcerias certas

O fornecedor também enxerga o seu negócio como um parceiro, e é preciso que existam vantagens para ambos os lados. O crescimento deve ser visto como uma via de mão dupla. 

Estabeleça critérios de qualidade e tenha certeza de que o fornecedor escolhido atinge as suas expectativas. É também importante saber a origem da matéria-prima que você irá utilizar e se este fornecedor mantém boas práticas em seu próprio negócio.

Por exemplo, há grandes escândalos de marcas da indústria da moda que compravam peças de roupas de fornecedores que exploravam seus funcionários, com relações de trabalho análogas à escravidão. 

Por isso, levante o máximo de informações possíveis, buscando referências no mercado e avaliando a experiência de outros clientes. Uma boa estratégia é sempre contar com diferentes fornecedores, o que dá a oportunidade de negociar melhores preços. E, se um dos fornecedores tiver um problema, você terá outras opções para seguir com a sua própria produção sem grandes problemas.

Por outro lado, sua empresa também precisa se colocar como uma boa parceira para seus fornecedores. Cumprir prazos de pagamento é apenas um dos compromissos a serem desempenhados nessa relação, e isso define se bons fornecedores também vão querer olhar para o seu negócio com otimismo para estabelecer parcerias a longo prazo, que podem aumentar ainda mais as vantagens de compra e venda de insumos. 

 

2. Mapeie e alinhe os processos

Conheça toda a cadeia a partir da qual o seu produto depende para ficar pronto.  Dessa maneira, você vai entender a quantidade disponível em estoque, prazo de entregas e os insumos certos para a sua produção e, assim, irá otimizar a relação com fornecedores.

Dessa forma, será possível estabelecer os melhores processos para o fornecedor, que precisa entender quando e como sua matéria-prima deve chegar até você. 

Para que o processo seja ágil e com custos reduzidos, considere a utilização de um software que possa automatizar a gestão do estoque.

 

3. Preço X qualidade

Muitas vezes somos levados a comprar um produto apenas pelo menor preço. Porém, é importante não colocar preço acima da qualidade quando estamos lidando com o fornecimento daquilo que irá se tornar o seu principal objetivo: a satisfação dos seus consumidores.

Entenda qual é o melhor custo-benefício na hora de comprar insumos. Não precisa ser o mais caro e nem o mais barato, mas sim aquele que vai entregar exatamente o que você precisa. Os preços podem ser negociados com base em quantidade de compra, por exemplo, sem comprometer a qualidade da matéria-prima.

 

4. Comunicação eficiente

Estabeleça canais de comunicação eficientes, que vão determinar a boa relação com fornecedores. Reuniões, visitas técnicas, troca de informativos, planos de produção e até mesmo de expansão, aliados ao uso das melhores tecnologias disponíveis, servem de apoio para esse objetivo. 

É dessa forma que você irá negociar prazos de entrega e de pagamentos. Então, quanto mais claro e objetivo, melhor. Se essa comunicação for bem estabelecida, sem ruídos e com problemas resolvidos sem demora, ambos vão conseguir o que almejam: os melhores insumos negociados com os melhores preços.

 

5. Estabeleça indicadores de desempenho

A busca pela qualidade deve ser constante e, por isso, é importante avaliar o desempenho dos fornecedores para garantir sempre o melhor serviço. 

Todos os envolvidos devem entender quais são esses indicadores e com que frequência eles serão avaliados. É normal que, ao final de cada ano, empresas abram concorrência para outros fornecedores para, então, avaliar outras propostas.

No momento de avaliar o desempenho, compreenda se existem melhores opções no mercado. Amplie as possibilidades e tenha outros fornecedores para não comprometer sua produção. Sua empresa também pode sugerir melhorias para o bom relacionamento com fornecedores com os quais já trabalha. 

 

Transparência, boa comunicação, organização, cumprimento de acordos e cronogramas, confiança e postura sempre aberta a negociações são pontos-chaves na boa relação com fornecedores. Dessa forma, é possível estabelecer alianças a longo prazo com benefícios para os dois lados. 

Quer mais conteúdos como este? Acompanhe a Razem no FacebookInstagramLinkedin oYoutube e conte com as nossas dicas para melhor gestão do seu negócio. 

Fique por dentro das últimas novidades sobre gestão empresarial! 

Assine a newsletter do blog Adaptive e receba conteúdos novos toda semana diretamente no seu e-mail!

Leia Também

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!