10 dicas fantásticas para preparar sua loja de conveniência para o Natal

“Então é Natal!”. Você certamente deve ter ouvido essa frase por aí em algum lugar, em uma música tocando na rua, por exemplo. Para o varejo, essa é uma das melhores épocas para tornar o negócio mais rentável, logo sua loja de conveniência não deve ficar de fora desse clima de compras natalinas.

É fato que vivemos um ano atípico, já que a pandemia impôs a todo o mundo um novo normal. Esse problema ainda não acabou, no entanto a economia já voltou a funcionar há alguns meses e irá se recuperar aos poucos.

Muitos lojistas veem no Natal a oportunidade de dar aquela guinada no negócio. E não é por menos. No ano passado, por exemplo, as compras de Natal totalizaram 37 bilhões de reais somente no comércio, um aumento de 9,5% em relação a 2019.

Para este ano, o cenário não é tão otimista por conta da pandemia, no entanto não dá para ficar de braços cruzados e esperar que a economia recupere milagrosamente. Gestores de lojas de conveniência têm muito a fazer para que o Natal continue brilhando. 

Para isso, você precisa levar esse clima inteiramente para sua loja, tanto para seus clientes quanto para seus colaboradores.

Leve o Natal para os clientes da sua loja de conveniência

1. Enriqueça suas prateleiras

No dia a dia, é importante que a loja de conveniência tenha um mix de produtos bem definido e assertivo, que realmente atenda às necessidades do perfil dos clientes que por ela passam. 

No Natal, esse mix precisa ser revisto, pois novos produtos sazonais ressurgem e são demandados pelos clientes. Isso vai desde frutas secas, panetones a opções mais variadas de vinhos e espumantes. 

Portanto, você deve estar atento aos produtos que são mais procurados no momento e dispor em suas prateleiras de forma que os clientes vejam facilmente e sintam o gatilho da necessidade de compra. 

2. Aposte no esquecimento alheio

É senso comum que muitos brasileiros costumam deixar as compras para última hora, seja por opção, seja por esquecimento. Esse é o gancho perfeito para você cobrir a necessidade dos seus clientes ao mesmo tempo que torna a sua loja de conveniência mais lucrativa.

Aposte em itens que são perfeitas opções para presentes de “amigo oculto” ou de confraternizações de última hora, como bebidas, caixas de chocolates, cestas de biscoitos e até mesmo de produtos naturais, outra tendência do momento. Todas elas são opções práticas e atendem a gostos diversos.

3. Chame a atenção de quem passa pela loja de conveniência

Nessa época, grande parte das pessoas querem consumir. Então, como se sobressair dos concorrentes e não ser apenas mais um produto na prateleira da loja? Pense também que lojas de conveniência são lugares de passagem, por isso é preciso fazer com que o cliente do posto sinta vontade de também comprar na loja.

Aí entra o seu poder de criatividade. Para atrair o público-consumidor invista em promoções relâmpagos de descontos em produtos que estão tendo mais saída, como bebidas e doces. Promoções do tipo “compre um e leve outro com x% de desconto” também fazem brilhar os olhos da clientela.

Além disso, tenha em mente outra característica dos brasileiros: a curiosidade. Por natureza, gostamos de coisas diferentes, de novidades. Pensando nisso, faça brincadeiras, como abrir caixas surpresas ou estourar balões. Dentro desses objetos você pode colocar cupons de descontos de uso na loja ou de algum parceiro, como lava-jato, lavanderia, salão de beleza.

4. Tenha ideias inovadoras

Ainda nessa seara de criatividade, você precisa também mostrar que pode ser além de uma loja de conveniência, que é um local de passagem e compra de itens básicos e de necessidade urgente. 

Utilize os espaços internos e externos para criar atrações que captem a atenção dos clientes e gerem engajamento. Árvores de Natal são obrigatórias, mas elas podem ser ressignificadas.

A dica é montar árvores diferentes, por exemplo, de livros, de fotos dos clientes ou de recadinhos. A ideia é que haja interação entre clientes e loja, e eles se sintam à vontade de compartilhar suas histórias, felicidades e anseios. Imagina o quão bacana seria ter uma árvore na sua loja de conveniência com fotos dos clientes que por lá passam? 

5. Encante os clientes da sua loja de conveniência

Não adianta só puxar os clientes para dentro da loja, eles precisam ter certeza de que a experiência valerá a pena. Aqui entra o quesito encantamento, que pode vir de diversas formas.

No Natal, as pessoas estão ávidas por comprar, mas precisam saber que não estão distribuindo dinheiro à toa. Então, invista em programas de fidelização de clientes, pois incentivam eles a voltarem mais vezes por saberem que vão ganhar algo mais. 

Oferecer brindes também é uma boa opção, afinal quem não gosta de ganhar um agrado gratuito? 

E como o Natal é uma época em que as pessoas estão mais solidárias e necessitadas de afeto, ainda mais neste ano pandêmico, exercitar a responsabilidade social é fundamental.

Construa ações solidárias que ajudem instituições filantrópicas ou ONGs próximas da sua região. Você pode reverter determinado valor da compra em doações, doar determinado produto cada vez que ele for comprado ou criar campanhas de arrecadação de livros, alimentos, roupas ou produtos de primeira necessidade. 

6. Mantenha o time no clima do Natal

É Natal, e seus colaboradores precisam saber disso. Ou seja, eles devem ter decorado todas as informações sobre promoções, descontos, ações, disponibilidade de produtos etc.

Cabe a eles também transmitirem o clima natalino comum ao comércio, aquele de que o cliente está mais que comprando, está vivendo uma experiência que realmente valeu a pena e recebendo também toda energia de paz, prosperidade e solidariedade. 

Leve o Natal para os seus colaboradores

Por outro lado, você não pode se esquecer de quem está na linha de frente: seus colaboradores. Se eles não absorverem o clima do Natal, todo o trabalho pensado para sua loja estará perdido. Não se pode apenas cobrar, tem também que investir. Confira as sugestões:

7. Distribua presentes e benefícios

Algo muito comum nessa época do ano é as empresas oferecerem brindes aos seus colaboradores, portanto siga a regra. Eles se sentem valorizados quando recebem algo inesperado e, consequentemente, veem valor na empresa, no seu propósito. 

Esses brindes podem variar bastante, indo desde vales-compras em lojas de departamento, perfumaria, livrarias, a almoços em restaurantes selecionados, vouchers para passeios, ingressos para cinema. 

Não precisa gastar muito, porque o pouco pode ser suficiente para mostrar que você valoriza cada um que faz parte da sua equipe.

8. Promova campanhas de solidariedade

Assim como deve fazer pensando nos clientes, o mesmo se aplica pensando nas pessoas de dentro de casa. Pontualmente, as empresas criam campanhas internas de arrecadação de donativos ou outros itens para instituições de caridade, mobilizando todos os funcionários.

Promover uma ação como essa, mais que fazer um bem para a sociedade, é semear um sentimento de afeto e solidariedade em cada um deles e fugir um pouco da rotina comercial que reina durante todo o ano. 

9. Exercite a integração na sua loja de conveniência

A fuga da rotina é importante, pois torna o ambiente mais leve, deixa as pessoas mais energizadas e traz cada uma para mais perto da empresa. 

Partindo dessa ideia, construa ações que movimentem os colaboradores da sua loja e fortaleçam os vínculos entre eles. A brincadeira do amigo oculto é bacana, mas, por ser pontual, se esvai no dia a dia.

Então, aposte em brincadeiras mais perenes, como troca de mensagens diárias, troca de mimos, gentilezas e até mesmo almoços (atentando-se à escala da loja, claro) para que seus colegas de trabalho se sintam mais integrados e participativos. 

10. Incentive a equipe e cobre resultados

Todas essas ações são positivas e potencializam o bem-estar e a vontade de trabalhar de cada um. No entanto, o Natal é a melhor época para vender, então essa oportunidade não pode passar em branco.

Anteriormente, listamos uma série de ações para atrair e fidelizar os clientes e citamos que os funcionários devem estar preparados. Mas não se deve cobrar sem um propósito. Incentive seu time a chegar nesses resultados.

Construa metas de vendas de produtos do balcão, do novo mix (aqueles de produtos específicos de Natal) ou de bebidas e ofereça comissões para essas vendas. Seja no posto, seja na loja de conveniência, cada colaborador é um potencial vendedor de alta performance. Ele só precisa ser estimulado para isso.

Esperamos que você aplique essas dicas na sua loja. Com certeza, terá resultados a curto prazo e, mesmo diante de um cenário de pandemia, verá a lucratividade do seu negócio ir além do esperado. 

GOSTOU? Deixe seu e-mail e receba conteúdos como este!

O que achou? Deixe um comentário