fbpx

Curva ABC: o que é e o passo a passo para aplicar no seu supermercado

como-aplicar-a-curva-abc-no-supermercado

Todo gestor de supermercado ou similares precisa ter uma ideia firme na cabeça: sem a curva ABC, não é possível fazer um controle correto e meticuloso do seu estoque. 

É esse elemento que torna possível a administração de todos os seus produtos de forma que seu negócio não corra o risco de ter o faturamento prejudicado. 

Isso porque ela torna possível a conciliação entre os status dos produtos e as demandas dos clientes.

Em linhas gerais, trabalhar com a curva ABC significa otimização de processos, redução de custos, fortalecimento de vendas e melhorias no estoque.

Entenda melhor sobre o assunto lendo este post até o final.

 O que é curva ABC e para que ela serve?

A gestão de estoque de supermercado – ou em qualquer outra empresa de varejo alimentar, como lojas de conveniência – pode ser uma tarefa bastante desafiadora por conta dos diversos subprocessos que devem existir nesse processo mais complexo. 

Entre esses subprocessos, está a curva ABC, uma metodologia que trata da classificação de todos os itens do seu negócio com base em alguns critérios, como vendas e giro de estoque. 

Ou seja, esse conceito trata da relação entre preço, quantidade, volume de vendas e lucro de todos os produtos disponíveis, para, então, categorizá-los conforme a sua relevância para o negócio.

Por exemplo, você pode usar a seguinte classificação.

  • Produtos do tipo A: os mais relevantes; correspondem a 20% dos produtos, mas são responsáveis por 80% das vendas.
  • Produtos do tipo B: relevância mediana; correspondem a 30% dos produtos e são responsáveis por 15% das vendas.
  • Produtos do tipo C: os menos relevantes; correspondem a 50% dos produtos e são responsáveis por apenas 5% das vendas.

A partir dessas informações, você consegue entender o que vende mais e o que vende menos, ter um controle mais assertivo das entradas e saídas de produtos e, consequentemente, evitar desperdício e otimizar sua margem de lucro.

Como calcular a curva ABC

Para montar sua curva ABC, você deve seguir um passo a passo bastante simples e prático e que trará um retorno gigantesco para o seu supermercado. Confira!

1. Liste todos os itens disponíveis para venda

Primeiro, catalogue todos os produtos que são vendidos no seu negócio em determinado período, com indicação de preços por unidade, volume de vendas e o valor total, ou seja, quantidade vendida multiplicada pelo valor cobrado unitariamente. 

Por exemplo:

  • 10 garrafas de vinho marca A: R$ 30 cada.
  • 30 pacotes de arroz marca B: R$ 6 cada.
  • 50 pacotes de biscoitos marca C: R$ 5 cada.
  • 40 refrigerantes de marca D: R$ 4 cada.

Essa primeira fase aparentemente é simples, mas tende a ser bastante onerosa, haja vista a quantidade de itens que um supermercado tem e a diversidade de tipos de produtos e marcas.

Por isso, você deve fazer a listagem por grupos, separando as informações de massas, biscoitos, bebidas alcoólicas, frios etc.

2. Organize de forma decrescente

Agora, você deve calcular o valor total de cada item em um período e dispô-los em ordem decrescente, ou seja, do maior valor ao menor. Vamos tomar como exemplos os itens citados anteriormente.

  • Vinho marca A: R$ 300.
  • Biscoitos marca C: R$ 250.
  • Arroz marca B: R$ 180.
  • Refrigerante marca D: R$ 160.

3. Some os valores acumulados

Aqui, você deve somar o valor seguinte à soma dos valores acumulados anteriormente. Veja o exemplo.

  • Vinho marca A: R$ 300.
  • Biscoitos marca C: R$ 550 (R$ 250 + R$ 300)
  • Arroz marca B: R$ 730. (R$ 180 + R$ 550)
  • Refrigerante marca D: R$ 890. (R$ 160 + R$ 730)

 4. Calcule a porcentagem de cada item

Nesta etapa, você deve calcular quanto cada item corresponde, percentualmente, ao valor total acumulado. No exemplo com o qual estamos trabalhando, o valor total é de R$ 890. Portanto:

  • Vinho marca A: 33,7%.
  • Biscoitos marca C: 61,7%.
  • Arroz marca B: 82%.
  • Refrigerante marca D: 100%.

 5. Classifique os produtos conforme as curvas

De acordo com os números apresentados anteriormente, podemos classificar nossos exemplos da seguinte forma.

  • Produtos da curva A (mais relevantes): vinho e biscoitos.
  • Produtos da curva B (mediano): arroz.
  • Produtos da curva C (menos relevantes): refrigerante.

Isso mostra que, mesmo os produtos mais vendidos não necessariamente correspondem a uma maior rentabilidade, pois eles têm valores menores. 

A mesma lógica se atribui no caminho oposto. Mesmo sendo vendidos em pouca quantidade, os produtos com preço maior possuem maior valor agregado.

A partir das informações iniciais fornecidas pela curva ABC, você pode fazer outras classificações, como capital empregado, frequência de utilização e exposição ao risco, e montar uma matriz de correlação. 

Os dados dessa matriz vão informar se os produtos mais vendidos sofrem menor ou maior exposição a riscos (furtos e vencimentos), único fornecedor, entre outras variáveis. 

Com base nisso, você monta estratégias que mitiguem esses problemas e deixem o estoque do supermercado mais seguro. 

Quais vantagens a curva ABC oferece ao seu supermercado

Claro que essas informações geram muitos insumos e insights suficientes para você trazer ao seu negócio uma série de mudanças que transformarão o seu resultado de vendas. Veja quais as vantagens você pode tirar da curva ABC.

Você faz a gestão do seu estoque de forma mais assertiva 

Com a curva ABC, você sabe exatamente quais os produtos não podem faltar de maneira alguma. Caso isso aconteça, significa perdas financeiras com certeza.

Portanto, sabendo quais são os produtos indispensáveis, você pode ter mais controle sobre a gestão do estoque e atuar para que esses produtos nunca faltem para o consumidor. 

Além disso, pode buscar novos fornecedores desses produtos e barganhar preços mais atrativos e que gerem ainda mais lucro para o seu supermercado. 

Partindo da mesma base de informação, reveja a quantidade de produtos das categorias B e C e diminua a quantidade comprada para não gerar sobrecarga de estoque. 

Você faz ações de marketing mais direcionadas

A partir do momento que você sabe quais os produtos mais trazem rentabilidade e quais menos trazem, pode promovê-los de forma mais assertiva. 

Nesse momento, entram as campanhas de Marketing. Desde o uso das redes sociais à comunicação de trade marketing dentro do seu supermercado, muitas são as ações que podem ser realizadas para dar mais visibilidade a esses produtos e incentivar o consumo.

Até a disposição dos produtos na sua loja pode ser orientada pela curva ABC. Dessa forma, traga para a frente de loja, em espaços de grande fluxo, aqueles mais rentáveis.

Você consegue precificar melhor seus produtos

A gente sabe que a precificação dos produtos é uma dor para muitos gestores comerciais. O grande desafio é colocar preços que sejam justos para ambos os lados, tanto para clientes quanto para a empresa.

A curva ABC também fornece insumos que auxiliam nesse processo, pois você entende quais são mais ou menos lucrativos conforme a demanda dos clientes. 

Dessa forma, se determinado item não tem tanta saída, você pode experimentar aumentar o valor para ter uma margem maior de lucro. A mesma ação também pode ser aplicada para os mais vendidos. 

É possível utilizar um sistema de gestão para montar a curva ABC do supermercado?

Claro que qualquer processo que for implementado em seu supermercado tende a ser melhorado quando você utiliza um sistema de gestão integrado.

Com um ERP específico para empresas de varejo alimentar, os gestores podem ter uma visão mais ampla de todo o estoque do seu negócio. 

Isso é possível graças aos módulos que integram estoque, produtos na prateleira e fluxo de vendas. Assim, é possível saber como está a saída desses produtos, bem como as entradas. 

Com essas informações, a construção da curva ABC fica muito mais prática, rápida e segura, já que ela captura direto do sistema os dados necessários.

A partir dos relatórios gerenciais fornecidos pelo ERP e dos insumos da curva, você analisa os cenários e traça as estratégias que deverão ser seguidas para potencializar as suas vendas e garantir uma maior lucratividade para o seu negócio. 

Se você ainda sente dificuldades em montar a curva ABC ou já sabe como fazê-la, mas não sabe exatamente como fazer a sua leitura, considere implementar um sistema de gestão em seu supermercado. Com ele, toda a gestão de estoque e de vendas se tornará muito mais fácil.

E nós podemos te auxiliar com isso, é só clicar aqui e falar diretamente com nossos especialistas no botão “Solicitar uma proposta”. 

Fique por dentro das últimas novidades sobre gestão empresarial! 

Assine a newsletter do blog Adaptive e receba conteúdos novos toda semana diretamente no seu e-mail!

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!