fbpx

Gestão de supermercado: como fazer e 6 erros para evitar a todo custo

13 minutos
blogpost-gestão de supermercado

Um dos principais desafios de empreendedores do ramo de varejo alimentar é fazer a gestão de supermercado.

Falamos em desafio, pois os gestores precisam ter controle sobre todos os setores do negócio e garantir que os seus processos sejam realizados da melhor forma possível.

Adicione a isso a necessidade de identificar e resolver gargalos e de não gerar perdas financeiras de pequeno ou grande impacto.

Além de tudo, é preciso, ainda, garantir que os clientes entrem e saiam do seu supermercado satisfeitos e dispostos a retornarem.

Parece complicado, não é mesmo? Neste artigo, explicamos o que é essa tal gestão de supermercado, o que você pode fazer e, mais do que isso, o que não deve fazer para realizá-la do jeito certo. 

Nesse post, vamos mostrar os 6 passos para fazer a gestão de supermercado de forma assertiva. Quer saber quais são? Confira abaixo!

  1. Crie um bom relacionamento com fornecedores.
  2. Tenha total controle sobre o seu estoque.
  3. Defina a curva ABC dos seus produtos.
  4. Faça um controle financeiro rigoroso.
  5. Defina metas de vendas.
  6. Acompanhe a sua performance.

Além disso, vamos mostrar alguns erros de gestão que você jamais deve cometer.

Se quiser saber mais sobre eles agora, é só clicar no tópico de cada um deles:

  1. Deixar faltar produtos
  2. Esquecer das obrigações fiscais e sanitárias
  3. Não capacitar seus profissionais
  4. Abrir mão da tecnologia
  5. Desconsiderar a realização de promoções
  6. Não se importar com o cliente

Primeiro, vamos explicar um pouco mais sobre a gestão de supermercado. Saiba tudo abaixo!

O que é e como funciona a gestão de supermercado?

Em linhas gerais, a gestão de supermercado é a administração de todos os processos que contemplam uma empresa do setor. 

Como resultado, é possível alcançar objetivos para o crescimento do negócio,  reduzir as falhas operacionais e, claro, otimizar os lucros.

Para que esse gerenciamento ocorra da melhor forma, o gestor precisa estar em constante aprendizado e evolução, conhecendo, testando e aderindo ferramentas e novos processos que possam impactar positivamente o dia a dia das áreas do supermercado.

Assim, a gestão de supermercado é capaz de transformar o negócio a ponto de ele se tornar competitivo no segmento, além de atrativo. 

Porém, mesmo sendo um processo particularmente interno, personagens externos, como clientes e fornecedores, percebem quando um supermercado é bem gerido. 

Na prática, esse tipo de gestão envolve o controle de processos que integram toda a engrenagem de um supermercado. 

Entre eles, podemos citar: gestão de estoque, operação de compras, relacionamento com cliente, gestão de pessoas, controle financeiro, fiscal, tributário e sanitário, acompanhamento de vendas e uso de tecnologias.

Em resumo, a gestão de supermercado tem como objetivos otimizar processos, melhorar setores, reduzir custos e potencializar os lucros.

 6 passos para fazer um gerenciamento de supermercado assertivo

Realizar a gestão de um supermercado pode não ser uma tarefa fácil, considerando a complexidade das operações deste tipo de negócio. 

No entanto, as coisas podem ser simplificadas quando você sabe exatamente onde e como fazer isso.

Para te ajudar a fazer a melhor gestão do seu negócio, separamos seis passos que você pode seguir. 

1. Crie um bom relacionamento com fornecedores

Para começar, vamos falar da importância de um bom relacionamento com os seus fornecedores. Isso inclui a correta gestão de compras do seu supermercado.

A gestão de compras é a capacidade que o seu negócio tem de comprar os produtos necessários para a venda, sem faltar para o consumidor, nem sobrar no depósito. 

Além disso, ela também está relacionada às negociações com os fornecedores.

Por isso, esse relacionamento é tão importante, pois permiteque seu supermercado faça acordos vantajosos, realize compras com preços mais atrativos, ganhe descontos ou realize parcerias em ações de marketing.

2. Tenha total controle sobre o seu estoque

Não adianta apenas saber comprar, é essencial gerenciar o fluxo de mercadorias. É nesse momento que entra o controle de estoque.

É por meio dele que se tem noção das entradas e saídas de produtos e da sua necessidade de reposição.

Assim, fazer uma boa gestão de supermercado passa pelo controle de estoque. Dessa forma, você evita impactos negativos, como:

  • acumular alguns produtos no depósito;
  • deixar produtos faltarem na prateleira;
  • oferecer mercadorias já vencidas ou próximas da data de validade;
  • não ter controle sobre as perdas por furtos e roubos.

Além disso, saber exatamente o que está em seu estoque serve como indicador para possíveis promoções ou ofertas relâmpagos que visam dar vazão a determinados produtos.

3. Defina a curva ABC dos seus produtos

Você deve considerar fazer a construção da curva ABC com regularidade no gerenciamento de supermercado. 

Isso porque essa metodologia classifica todos os itens do seu mercado com base em critérios específicos, como vendas e giro de estoque.

Os produtos do tipo A são aqueles mais relevantes, e representam 20% dos seus produtos, mas 80% das vendas. Os do tipo B são de relevância mediana, que representam 30% dos produtos, mas somente 15% de vendas. Já os do tipo C são os menos relevantes, representam 50% dos produtos e somente 5% das vendas.

Por que a curva ABC é importante na gestão de supermercado? 

O principal resultado que ela oferece é a relação quantidade/vendas. Isto é, ela mostra o que você vende menos e ganha mais, e vice-versa.

Com base nesses dados, você toma decisões que podem otimizar não somente a sua lucratividade, como também a sua gestão de compras. 

Afinal, aquilo que não dá o retorno financeiro esperado não precisa ser comprado em grandes quantidades.

4. Faça um controle financeiro rigoroso

Um supermercado, mesmo de pequeno ou médio porte, ainda conta com uma série de processos financeiros que, se não forem bem organizados, podem virar uma grande bola de neve de problemas.

Estamos falando aqui de processos como:

  • pagamentos de fornecedores e  funcionários;
  • recebimento de operadoras de cartão;
  • controle de fluxo de caixa; 
  • capital de giro;
  • tributação de impostos;
  • quitação de custos fixos.

Dessa maneira, uma gestão financeira rigorosa e assertiva contribui para a tomada de decisões estratégicas que têm como objetivo potencializar o crescimento do negócio. 

Para que isso aconteça, os gestores financeiros precisam dominar todas as movimentações, despesas, lucros, tributos e investimentos.

5. Defina metas de vendas

Se você quer fazer seu negócio crescer, é preciso ter um objetivo previamente estabelecido. 

Para alcançar esse objetivo, será preciso definir metas de vendas, algo muito importante na gestão de supermercado.

Portanto, as metas são fundamentais, pois elas serão responsáveis pela sustentabilidade do negócio. 

Afinal, quando os números que se quer atingir são definidos, automaticamente sabemos que, caso o supermercado não chegue lá, a situação, no longo prazo, pode não ser das mais favoráveis.

Por exemplo, quando as metas vêm acompanhadas de premiações para os colaboradores, contribuem para a satisfação de cada um e para a otimização da performance no trabalho.

6. Acompanhe a sua performance 

Por falar em performance, não adianta executar todos os processos citados acima sem analisar se eles estão, de fato, sendo realizados da melhor forma. É para isso que servem as ferramentas de gestão.

Acima de tudo, essas ferramentas auxiliam toda a equipe, e não somente os gestores, a organizar suas atividades, executar suas demandas e mensurar seus resultados. 

Essas soluções devem ser inseridas na rotina dos times e  utilizadas da melhor forma para que cumpram seu objetivo.

Nesse sentido, é possível utilizar desde instrumentos para acompanhamento de tarefas até um sistema de gestão integrado com dashboards e relatórios gerenciais, que pode ser usado para que os profissionais tenham clareza do andamento das suas atividades.

6 erros de gestão de supermercado para evitar a todo custo

Agora, mesmo com a total dedicação para realizar as ações citadas neste conteúdo, alguns furos podem ocorrer na gestão do seu supermercado.

Mas, não se preocupe, isso é natural! Diante disso, você precisa ficar atento a esses erros de gestão e agir para que não aconteçam novamente. 

1. Deixar faltar produtos

Este erro traz um problema em dobro para o seu negócio.

Isso porque ao deixar faltar algum produto, você deixa de lucrar com a venda perdida e contribui para a insatisfação do seu cliente.

Mas, esse problema é ainda pior quando você  tem o produto em estoque, mas ele não está disponível nos corredores da loja.

Isso mostra que a gestão das suas mercadorias – e, por que não dizer, dos seus funcionários  – é falha. 

Portanto, cuide bem da gestão do seu estoque para que não faltem produtos na sua prateleira. 

Isso significa que é preciso acompanhar as vendas realizadas para reposição assim que necessário. Bem como fazer vistoria nos corredores para antecipar possíveis furos e entender se o que está em estoque supre a futura falta na prateleira.

2. Esquecer das obrigações fiscais e sanitárias

Claro que, como toda empresa, os supermercados também precisam emitir uma série de documentos fiscais para operar, considerando aqueles de caráter sanitário, visto que o negócio funciona com comercialização e manuseio de produtos para consumo.

Dessa forma, fazer a gestão de supermercado passa também pela emissão de todos esses documentos, do jeito certo e no prazo estipulado.

Acontece que muitos gestores falham nessa tarefa e acabam suscetíveis a sanções por parte dos órgãos regulatórios.

Quando estamos falando das obrigações sanitárias, nos referimos a uma série de normas determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que toda empresa do ramo de varejo alimentar deve seguir para operar.

Entre essas normas, estão:

  • o uso de refrigeradores na temperatura adequada;
  • o armazenamento correto dos produtos tanto nas lojas quanto nos depósitos;
  • a necessidade de dedetização contra pragas nocivas ao ser humano constantemente;
  • entre outras.

Portanto, o não cumprimento dessas e de outras normas pode gerar a aplicação de multas ao estabelecimento. Assim como a sua interdição total ou parcial ou até mesmo o cancelamento de autorização de funcionamento, como aponta a Lei no 6.437/1977.

3. Não capacitar seus profissionais 

Você deve conhecer alguém que não frequenta determinado supermercado por não gostar do atendimento que recebe no local.

Esta ação pode parecer secundária para muitos empresários, mas  fazer a gestão de supermercado inclui também fazer a gestão das pessoas que nele trabalham. 

O supermercado é um lugar de self-service, ou seja, o cliente que se serve, com exceção de algumas seções, como a padaria,  frios ou carnes. 

Mesmo assim, os funcionários precisam ser capacitados para atender os clientes quando eles precisarem. 

Afinal, sempre vai existir aquele consumidor que não sabe onde encontrar determinado produto ou o seu preço.

O setor de supermercados é o que mais emprega no país. Somente no ano passado, o efetivo de profissionais no setor era de 3 milhões de pessoas, segundo dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Isso mostra quantas pessoas também precisam ser formadas e integradas à sua empresa. Um erro comum aos supermercados é focar bastante em promoções, layout da loja, precificação, mas esquecer dos colaboradores. 

Por isso:

  • realize treinamentos sobre atendimento ao cliente
  • dê capacitações sobre produtos
  • invista no ensino de novas ferramentas a serem aplicadas na empresa etc. 

A principal dica é aproveitar este grande capital que seu negócio tem e usar ao seu favor para fazer a empresa crescer.

4. Abrir mão da tecnologia

A tecnologia está em todos os cantos, e claro que também deve estar nos supermercados. O seu já aderiu às novas tendências em tecnologia? Se não, está na hora de repensar. 

As pessoas estão utilizando as inovações tecnológicas com mais frequência. Entre elas, podemos citar as novas formas de pagamento digital, que cresceram bastante durante a pandemia, Estão nesse grupo as carteiras digitais, Pix e os pagamentos por aproximação. 

Ou seja, quando pensamos “por trás das cortinas”, é preciso pensar também com a mente inovadora e levar para os bastidores da sua empresa as ferramentas que otimizem todos os processos internos. 

Logo, os softwares de gestão integrados, também conhecidos como ERPs, são essenciais para transformar o gerenciamento do supermercado. Pois, esses sistemas contam com diversos módulos que acompanham os números e processos de todas as áreas, como fiscal, financeiro, estoque, vendas, compras etc.

5. Desconsiderar a realização de promoções

Oferecer promoções é uma maneira de otimizar as suas vendas e potencializar o seu lucro. 

Porém, muitos gestores ficam reticentes quanto a essa ação, com receio de não terem o retorno esperado. Mas, as promoções podem ser realizadas a qualquer momento, com diversos produtos.

Lembra que falamos anteriormente da curva ABC? Essa metodologia é um importante parâmetro para a definição de promoções.

Com ela, você pode escolher aqueles produtos que são mais baratos, mas têm um grande volume de vendas. 

Então, a margem de lucro pode não parecer interessante, mas ainda assim traz um resultado melhor do que ter esses produtos  parados em estoque.

6. Não se importar com o cliente

Dizer que um supermercado não se preocupa com o cliente é o equivalente a não atender às suas expectativas nem ouvir o que eles querem.

Por exemplo, os consumidores estão utilizando vias digitais com mais frequência.

Segundo uma pesquisa da Ebit|Nielsen, o uso de aplicativos de entrega para compras em supermercados aumentou 14% no ano passado.

Isso atendia uma nova demanda gerada por conta da pandemia, mas é um comportamento que tende a continuar. 

Portanto, é preciso, mais do que nunca, estar nessas plataformas de vendas on-line para seguir atendendo ao que os clientes pedem.

Da mesma forma, é preciso considerar também o perfil do seu cliente para levar produtos para a sua loja que se transformem em um diferencial.

Por exemplo, produtos orgânicos, artigos para pets, diversidade de bebidas, entre outras possibilidades.

Por fim, fazer a melhor gestão de supermercado pode parecer uma tarefa complicada, porém é necessária e compensadora. 

Seu negócio só tende a ganhar, já que seus clientes sentem a diferença no dia a dia e se tornam fiéis. Conte com a gente e com o nosso ERP, o Adaptive Business, para revolucionar a sua gestão.

Fique por dentro das últimas novidades sobre gestão empresarial! 

Assine a newsletter do blog Adaptive e receba conteúdos novos toda semana diretamente no seu e-mail!

Leia Também

Temos soluções para diferentes necessidades.

Saiba como tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

Muito Obrigado!

Muito Obrigado!